Escolas de Ribeira do Neiva e Moure celebram os Direitos Humanos

    16 Dezembro, 2020 17

    No dia 10 de dezembro, o CIED Minho organizou duas sessões virtuais com o Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, de Vila Verde, com o objetivo de alertar para a importância dos Direitos Humanos para os cidadãos. A sessão com Ribeira do Neiva ocorreu durante o período da manhã, enquanto que a atividade em Moure, ocorreu durante o período da tarde.

    No seguimento das comemorações do 72º aniversário da ratificação da Declaração Universal dos Direitos do Homem que estão a ocorrer no respetivo agrupamento, o CIED Minho decidiu organizar uma sessão que explicasse a importância dos direitos humanos para o nosso quotidiano e qual tem sido a importância da União Europeia na implementação destes princípios universais na regulamentação europeia.

    Para enriquecer esta sessão informativa, contamos com a presença especial da Drª Teresa Alves, jurista humanista e europeísta especializada em migrações e refugiados. Ao longo de uma hora, a nossa convidada especial teve a oportunidade de elucidar os mais jovens para a importância destes direitos para a nossa sociedade. Direitos como o igual acesso à justiça, educação, saúde foram realçados pela convidada como direitos basilares de qualquer sociedade humanista.

    Para além disso, houve ainda espaço para discutir qual tem sido o papel da União Europeia na proteção dos direitos humanos, em especial a sua atuação na gestão da crise dos refugiados e migrantes que tem assolado a Europa do Sul e Europa Central nos últimos anos. “Migrar sempre foi algo normal em toda a história da humanidade e continuará a sê-lo no futuro”, alertou Teresa Alves, exemplificando a ideia com os povos nómadas ou as diásporas massivas que se realizaram no sec. XIX da Europa para o continente americano.

    Estas duas atividades, que contaram com uma plateia total com cerca de 110 participantes, decorreram com a máxima atenção e interesse por parte da plateia. Na última parte da sessão informativa, Teresa expôs a sua experiência pessoal no campo do voluntariado e explicou os principais motivos pelo qual ela se voluntaria para as diferentes causas sociais em que está inserida.