Para usufruir de todas as funcionalidades deste site necessita de ter o Javascript activado!

PME inovadora portuguesa selecionada para Processo Acelerado para a Inovação

terça-feira , 31 Janeiro 2017

A Comissão Europeia vai atribuir 33,5 milhões de euros a 17 projetos inovadores que envolvem 80 parceiros de 19 países, entre os quais Portugal, a fim de acelerar o seu acesso ao mercado, no âmbito da sexta e última ronda do projeto-piloto «Processo Acelerado para a Inovação» (FTI), executado no âmbito do programa de investigação e inovação da UE, Horizonte 2020.

Carlos Moedas, Comissário europeu responsável pela Investigação, Ciência e Inovação, afirmou: «Através do Horizonte 2020, pretendemos dar às empresas inovadoras o apoio de que necessitam para acelerar a transição das suas inovações para o mercado. Com base nos resultados promissores desta fase-piloto e tendo em conta o seu potencial contributo para a inovação na Europa, decidimos que o Processo Acelerado para a Inovação continuará em 2018-2020 como parte do novo Conselho Europeu da Inovação

Nesta última ronda encontra-se uma PME beneficiária portuguesa (Consulpav) que faz parte de um consórcio, a quem foi atribuído o montante de 2,1 milhões de euros para facilitar a transição da sua ideia inovadora para o mercado.

O projeto em que participa a PME portuguesa tem por alvo o setor da indústria da pavimentação que enfrenta atualmente desafios variados à medida que aumenta a necessidade de pavimentos que exijam menor manutenção, mais silenciosos e mais ecológicos. A utilização de fragmentos de borracha derivados de pneus em fim de vida em misturas betuminosas dá, segundo os promotores do projeto, resposta a todas estas necessidades.

O FTI foi lançado em janeiro de 2015. Desde essa data foram selecionados, no total, 94 projetos que envolvem 426 participantes de 27 países, o que representa um montante final de 200 milhões de euros em financiamento rápido. As atividades apoiadas incluem sistemas de validação em condições reais de trabalho, ensaios, ações-piloto, validação de modelos empresariais, definição de normas e investigação pré‑normativa.

O Processo Acelerado para a Inovação vigorou durante o período 2015-2016, como iniciativa-piloto no âmbito do programa Horizonte 2020, e continuará em 2018-2020 como parte do novo Conselho Europeu da Inovação.

Contactos para a imprensa:

Porta-voz da Comissão Europeia para a investigação, inovação e ciência

 

 

Sétima - Tecnologias da Informação e Comunicação Lda