Para usufruir de todas as funcionalidades deste site necessita de ter o Javascript activado!

Declarações de Margaritis Schinas, chefe do Serviço de Porta-Voz da Comissão Europeia sobre os atentados em Bruxelas

terça-feira , 22 Março 2016

 

«Os nossos pensamentos vão hoje para as vítimas dos ataques desta manhã, seus amigos e famílias.

Estamos em contacto estreito com as autoridades belgas e, neste momento, a nossa principal preocupação é a segurança dos que nos rodeiam aqui em Bruxelas e, em especial, a dos funcionários da Comissão Europeia.

Este não é o momento de fazer declarações. A resposta da Comissão será calma e sóbria, como o exige a situação atual.

O Presidente Jean-Claude Juncker, a Vice-Presidente Kristalina Georgieva, responsável pelos Recursos Humanos e o Comissário Dimitris Avramopoulos, responsável pelos Assuntos Internos, encontram-se no Berlaymont e estão a coordenar com os nossos serviços de segurança.

O Presidente Juncker já falou com o Primeiro-Ministro belga, Charles Michel, com o Ministro do Interior belga, Jan Jambon, com o Primeiro-Ministro dos Países Baixos, Mark Rutte, com o Presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, com a Chanceler alemã, Angela Merkel, e com o Presidente francês, François Hollande.

A União Europeia e as suas Instituições têm e devem permanecer resolutas. Permanecemos juntos, unidos, contra o terror.»

Para já, a Comissão Europeia passou o seu nível de segurança de Amarelo para Laranja, o que implica controlos ainda mais rigorosos à entrada, proibição de acesso a visitantes e o cancelamento de todas as reuniões previstas, entre outras medidas de segurança.

 

Sétima - Tecnologias da Informação e Comunicação Lda