Para usufruir de todas as funcionalidades deste site necessita de ter o Javascript activado!

Martin Schulz condena ataque a sinagoga em Jerusalém e apela ao diálogo

segunda-feira , 24 Novembro 2014

O presidente do Parlamento Europeu condenou hoje, na abertura da sessão plenária, o ataque a uma sinagoga em Jerusalém que provocou cinco mortos e vários feridos na semana passada. Martin Schulz apelou às partes para porem termo a estas ações "sem sentido" e para retomarem o diálogo. Este foi "um ataque à paz", disse.

O presidente Martin Schulz referiu que o Papa Francisco, que visita amanhã o Parlamento Europeu, apelou recentemente à paz e ao diálogo no Médio Oriente. Schulz considerou ainda mais chocante e perturbador o facto de o ataque ter sido cometido numa casa de oração e numa "cidade santa" para três religiões. O presidente do PE apelou a todos para que ponham termo ao ciclo de violência e para que retomem o diálogo.

Alterações à agenda da sessão plenária

Quarta-feira

A votação de uma resolução sobre o reconhecimento do Estado palestiniano foi adiada para a sessão plenária de dezembro. O debate de quarta-feira mantém-se na agenda.

O título da declaração da Comissão sobre a situação da indústria do aço na UE passa a ser "Indústria do aço na UE: protegendo os trabalhadores e as empresas". O debate será seguido de uma resolução, a ser votada na sessão plenária de dezembro.

Quinta-feira

É acrescentada à agenda a votação de uma resolução sobre as orientações da Comissão em matéria de avaliações de impacto, no seguimento do debate de segunda-feira.


Aceda aqui à notícia original

Sétima - Tecnologias da Informação e Comunicação Lda